domingo, 5 de agosto de 2012

Maria Gabriela Llansol

Saber esperar alguém
Não há mais sublime sedução do que saber esperar alguém.
Compor o corpo, os objectos em sua função, sejam eles
A boca, os olhos, ou os lábios. Treinar-se a respirar
Florescentemente. Sorrir pelo ângulo da malícia.
Aspergir de solução libidinal os corredores e a porta.
Velar as janelas com um suspiro próprio. Conceder
Às cortinas o dom de sombrear. Pegar então num
Objecto contundente e amaciá-lo com a cor. Rasgar
Num livro uma página estrategicamente aberta.
Entregar-se a espaços vacilantes. Ficar na dureza
Firme. Conter. Arrancar ao meu sexo de ler a palavra
Que te quer. Soprá-la para dentro de ti -------------------
----------------------------- até que a dor alegre recomece.

In: O começo de um livro é precioso. Assírio & Alvim, 2003.

Extraído de http://poemargens.blogspot.com.br/2012/04/maria-gabriela-llansol.html

.
 maria gabriela llansol / XCII. beirais

__________ se estiveres ausente ( automóvel, comboio, avião, mudança de estação ou de cidade ), compra um papel simples que te comunique e envia-mo pelos meios mais eficazes ao teu alcance, e que te revelem como comprimido a desfazer-se debaixo da língua.


maria gabriela llansol
amigo e amiga
curso de silênco de 2004
assírio & Alvim
2006


Fonte: http://canaldepoesia.blogspot.com.br

Se eu fosse aquela em que tu

 «Se eu fosse aquela em que tu
Pensas, a que tu tens amor», dizia
Insistente a canção, à luz daquele
Candeeiro da Belle Époque. Tinha
Oito anos e olhava para o garoto
Sobre o seu supedâneo. Estive para
Dizer «Eu sou aquela em quem tu
Pensas» e estive para não dizer. E se
Tivesse dito? Seria aquele semântico
Tu que sempre me diria. E se dito não
Tivesse? Meu Eu gramatical ficaria
Apenas meu, é certo… mas tão incerto

maria gabriela llansol
o começo de um livro é precioso
assírio & alvim
2003


Fonte: http://canaldepoesia.blogspot.com.br

 

Nenhum comentário: