terça-feira, 16 de julho de 2013

Marina Tsvétaïeva

DO CICLO "INSÔNIA"
“Gosto de beijar”

Gosto de beijar 
As mãos, e gosto 
De semear os nomes,
E ainda - escancarar 
As portas!
- Abertas - na noite escura!

Apertando a testa,
Escutar como o passo grave 
Se torna leve,
Como o vento embala 
A floresta insone 
Que quer dormir.

Ah, noite!
Algures correm riachos. 
Estou com sono.
Durmo, eu acho.
Algures, na noite,
Alguém se afoga.


27 de maio de 1916

In Indícios Flutuantes, trad. de Aurora F. Bernardini, São Paulo, Martins Fontes, 2006,  p. 19.

Summer Night
Edvard Munch

Nenhum comentário:

Dora Ferreira da Silva

Moras num antiquário e nunca estás. Um gato sonolento recebe instáveis visitantes mas eu fico à espera. Conheço cada fresta da parede su...