quinta-feira, 8 de maio de 2014

Matilde Espinosa

NADA MAIS CERTO
        A Luis Carlos Pérez
        In memoriam

Nada mais certo
que tua ausência
e este incansável vento.
Revestida de sombras
a cor dos dias
recolhe-se nos meus e nos teus
silêncios
e roço teu pensamento

Às vezes o mundo se espatifa
em minhas mãos
e ouço um grito que marcha à tua frente
"Onde se escondem as horas
sem o terror noturno?"

A pergunta se perde
e as dobradiças doloridas
da porta entreaberta
são os passos misteriosos
deste vento implacável.

24 de fevereiro de 2004




Nenhum comentário:

Wislawa Szymborska

 NADA É DADO Nada é dado, tudo emprestado. Estou atolada em dívidas até o pescoço. Serei forçada a pagar por mim gastando a mim mesma, dando...