sábado, 29 de novembro de 2014

Iacyr Anderson Freitas

ETTORE MAJORANA

é preciso partir
antes do apocalipse

em carta
diz que guardará a estima do amigo
pelo menos até
as onze horas daquela noite

nunca esteve tão só
como em Palermo
naquela noite

agora o mar o devolve
ao lugar onde talvez
outras embarcações o recusem

afinal trata-se de um homem
pesado de incertezas
um homem incapaz de flutuar
em resumo um homem
pesado demais

para o mar

(In Viavária, Juiz de Fora: Funalfa, 2010, p. 110)





Nenhum comentário: