sábado, 31 de agosto de 2019

Amrita Pritam

MEU ENDEREÇO

Hoje apaguei o número da minha casa
e o nome da rua onde vivo.
troquei a direção de todos os caminhos.
agora, se quiser me encontrar
bata em qualquer porta de qualquer rua
em qualquer cidade de qualquer parte do mundo.
esta maldição, esta bênção:
onde quer que encontre a liberdade,
ali tenho minha morada.

Tradução de Lubi Prates

Sobre a autora

Nenhum comentário:

Nuno F. Silva

QUARTO MINGUANTE A madrugada, essa lembrança brutal de que sou apenas um nome Invertebrado que transita daqui para ali. E estorv...