sábado, 31 de março de 2012

Carminha Gouthier


A  cidade encantada
Sentir que estes horizontes serão sempre os mesmos
todos os dias.

Saber que para além
está o mundo grande iluminado.

Medir com a inquietude da minha aspiração
as distâncias que se desdobram infinitamente.

E a cidade encantada
vai ficando cada vez mais longe.

Bem que eu alongo os meus braços
alongo
para alcançá-la.

Alongo os meus braços inutilmente.



Nenhum comentário: