segunda-feira, 23 de abril de 2012

Marly de Oliveira

Nel mezzo deI cammin di nostra vita,

eis que me encontro numa selva escura,

com tanta fera à espreita

dentro de mim, que por pouco

não sucumbo. Perdi também o caminho, ou entrei por um desvio

onde só havia cardos?

La rencontre manquée de Lacan,

o ser-para-a-morte de Heidegger,

o rio do sangue de Rilke,

a loucura de Hölderlin/Nietzsche, os labirintos de Borges,

tudo se junta e me condena

a refletir sem trégua. A minha pena vem de ainda não saber

o que me trouxe aqui.


Aliança, p. 62


Nenhum comentário: