sábado, 25 de agosto de 2012

Alejandra Pizarnik

MORADAS
Na mão crispada de um morto,
na memória de um louco,
na tristeza de uma criança,
na mão que busca o vaso,
no copo inatingível,
na sede de sempre.

In Poesía Completa, Barcelona: Editorial Lumen, 2000, p. 205

COLD IN HAND BLUES
e o que dirás
vou dizer pouca coisa
e o que farás
vou esconder-me na linguagem
porque
tenho medo

In Poesía Completa, Barcelona: Editorial Lumen, 2000, p. 263

NUM EXEMPLAR DE "LES CHANTS DE MALDOROR"
Sob meu vestido ardia um campo com flores alegres como crianças da meia noite.
O sopro da luz em meus ossos quando escrevo a palavra terra.
Palavra ou presença seguida por animais perfumados; triste como só ela mesma, formosa como o suicídio; e que me sobrevoa como uma dinastia de sóis.

In Poesía Completa, Barcelona: Editorial Lumen, 2000, p. 275


Nenhum comentário: