quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Léon de Greiff

EXCERTO DO POEMA "ALLEGRO AGITATO"
(...)
Amar-te-ei com amor infinito,
Noite Eterna;
amar-te-ei com amor transitório,
Noite em Fuga;
Amar-te-ei com seráfico amor,
Noite Virgem;
amar-te-ei com amor desordenado,
Noite em Brasas;
amar-te-ei com amor cerebral, imaterial, fosforescente, irradiante,
oh Noite Metafísica;
sob a rósea luz de Vênus acendida,
amar-te-ei, Noite Insaciável;
amar-te-ei sob a proteção da romântica Selene,
Noite Diana;
infiel,  amar-te-ei,
Noite Proclive;
intempestivo, amar-te-ei,
Noite Vertiginosa;
glacial, amar-te-ei,
Noite Fria;
furtivo, amar-te-ei,
Noite Cautelosa:
amar-te-ei cantando minha paixão aos gritos,
Noite Desafiadora;
calado,  amar-te-ei,
Noite Muda.

Acolherás meu espírito e meu corpo,
meu sangue, meu coração, todo meu ser
- muitos -, Noite Copiosa:
meu espírito e meu corpo, meu sangue, meu coração, todo meu ser,
- únicos - , Noite Única,
Noite, Noite Predestinada...!

Busco teu refúgio, oh Noite, oh Formosa Noite,
Noite veloz - toda sutil encanto -,
oh Noite toda amor, toda supraterrena delícia...

Esta é a Noite, a Fraterna Noite,
Noite Amante, Noite Lustral.... minha Noite em êxtase...!
(do livro Variaciones alredor de nada - 1936)

Tradução livre do original espanhol: Antonio Damásio Rêgo Filho

Léon de Grieff, poeta colombiano. 






Nenhum comentário: