sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

José Tolentino Mendonça


O Anjo do Advento
Venha o teu anjo abrir de novo estas portas
ao anúncio da vida pura e repentina
que eleva os nossos dias mesmo baços
à altura da promessa

Venha o teu anjo restabelecer o alfabeto censurado
ensaiar a dança que os gestos ignoram
Venha apontar o dia límpido, só pelo azul esclarecido
desprender-nos da cinza do desânimo e do sono
guiar-nos para lá das fronteiras

Venha o teu anjo nomear o que trazemos
e passa de um dia para outro sempre adiado
Venha redizer o corpo inacabado
Este reticente modo de habitação
ainda à espera do seu nascer verdadeiro

Sobre José Tolentino Mendonça

Fonte: Site do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura, Portugal

Ticiano

Nenhum comentário: