quarta-feira, 4 de junho de 2014

Franz Toussaint

A FONTE DAS GAZELAS
Elas só vêm beber quando cai o crepúsculo. Uma a uma e inquietas elas surgem das sombras procurando uma nesga de céu refletido na fonte.

Assim esperas a noite para penetrares em minha casa, e antes de me beijares a boca, procuras ver em meus olhos o encantamento da minha alma!

Sobre FRANZ TOUSSAINT

[In O Jardim das Carícias, tradução de Adalgisa Nery, Rio de Janeiro, José Olympio, 1938, p. 130]


Nenhum comentário: