quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Silvina Ocampo

Envelhecer
Envelhecer é singrar um mar de humilhações diariamente;
É olhar para a vítima à distância, por uma perspectiva
que não diminui os detalhes,  mas os aumenta.
Envelhecer é não poder esquecer o que se esquece.
Envelhecer transforma uma vítima em culpado.

Sempre achei que todas as idades são  cruéis,
e que se compensam ou teriam que compensar-se
umas às outras. O que ganhei pensando assim?
Espero  uma revelação. Por que uma árvore
embeleza-se ao envelhecer? E um homem espera se redimir
Só com os despojos da juventude.

Nunca pensei que envelhecer fosse o mais árduo dos exercícios,
um tipo de acrobacia que é um perigo para o coração.
Todo disfarce repugna a quem o porta. A velhice
É um disfarce com anexos inúteis.
Se os velhos parecem  disfarçados, as crianças também.
Essas idades carecem de naturalidade. Ninguém aceita
ser velho, porque ninguém sabe sê-lo,
como uma árvore ou uma pedra preciosa.

Sonhei em ser velha para ter tempo para muitas coisas.
Não queria ser jovem, porque perdia tempo somente em amar.
Agora eu perco mais tempo  com o amor,
Porque tudo que  faço,  faço-o em dobro.
O tempo transcorrido nos encurva; parece-nos
que o que foi deixado para trás tem mais realidade
para reduzir o presente a um interessante precipício.


Nenhum comentário: